Enfeite seu coração! Automaticamente estará enfeitando você! Heloísa Lugão

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Ser solteira

Essa semana recebi um email da leitora N., nele tinha a história de um término de relacionamento e a não adaptação a vida de solteira, pela questão de tempo e de sentimento. Resolvi responder o email hoje porque hoje se comemora o Dia do Solteiro e ser solteiro não é só balada, beijos, compras, não...ser solteira pra mim é um momento valioso, pois nele você se conhecer melhor. Então vamos para a minha resposta.
“Essa minha saga de vida de solteira atualmente tem 10 meses, mas na verdade em minha vida toda mais fiquei solteira do que namorando.
Quando meu primeiro namoro terminou me joguei de cabeça em baladas, mudei meu visual, comprava roupas caras. Ia nas baladas mais caras, bebia as bebidas mais caras, estava linda e no luxo e minha conta bancária estava nem vermelha mais, estava preta de podre rs. Era uma pessoa vazia que simplesmente ligava para a opinião alheia. Super influenciável. Sem nenhuma autoestima e amor-próprio. Na verdade eu queria estar linda e loira para mostrar para todos que eu tinha superado o pior pé na bunda da história e mostrar para o meu ex que ele tinha me feito um favor em fazer aquilo tudo, afinal estava bem, linda, loira e luxuosa.
Porém tudo isso é muito vazio. As coisas acabam, as pessoas vão embora e você fica ali com sua dor. Essa dor não passa gastando e nem beijando todos os caras na balada. Essa dor chamada pé na bunda vai persistir enquanto você não cuidar dela e comigo ela doía mais quando acordava. Aquela sensação de que tá tudo bem, tudo superado sempre sumia ao abrir meus olhos. A sensação de euforia, alegria, felicidade da noite passada desapareciam de uma forma que só ficava um buraco dentro do meu peito. E ai o que eu fazia? Levantava-me um lixo, saia para gastar, me envolvia com quem não tinha nada haver comigo ou até mesmo pessoa que não queria nem sair, ia para balada e no outro dia acordava um lixo de novo. E assim era esse ciclo vicioso.
Já no meu segundo pé na bunda resolvi fazer diferente, já que a tentativa passada foi frustrada. Minha autoestima e meu amor-próprio estavam um lixo e antes de qualquer coisa precisava arrumar aqui. Antes de arrumar a parte de fora tinha que arrumar a parte de dentro da casa e ai começou organização. Me recolhi, dediquei o tempo a mim, resolvi me conhecer pois estava me tornando uma estranha não sabia nem das minhas preferências, e ai que a mágica começou.
Quando comecei a organizar tudo aqui dentro começaram a surgir uns elogios de que estava mudada, não só minhas atitudes e meu jeito, mas o formato do meu rosto mudou. Comecei sentir o efeito. Sim meu rosto, minha alma e minha essência estavam em fase de transformação e meu corpo também. Passei a me cuidar e como fui me conhecendo fui descobrindo realmente quem era. Putz que sensação maravilhosa. Eu não sabia que eu era tão incrível, fascinante e legal. Passei a acreditar e a enxergar que não era merecedora de tanto sofrimento como estava tendo.
Sempre que terminava um namoro ou rolo corria para ler as vantagens de ser solteira só que muitas vantagens ali são vazias. A maior regalia de ser solteira é ter o tempo livre e exclusivo pra você. Aproveitar esse tempo e se conhecer, deixar as coisas fluírem pensar no presente e futuro. Ser solteira não é sair de segunda a segunda para a balada. Não é beijar todos os caras possíveis. Ser solteira é sim viajar, beijar uns desconhecidos, fazer compras com as amigas, ir à balada só que nada em excesso e quando não se sente bem.
Saio com minhas amigas, me divirto e danço até doer meu corpo todo. Vou a balada e saio sem ao menos conhecer ninguém, mas saio feliz de lá, afinal tudo que faço com minhas amigas é bom e valido.
Às vezes bate a solidão, a carência, só que hoje eu tenho planos e metas e quando me bate a sensação solitária são nos meu planos e metas que penso. Claro se pintar alguém bacana por ai podemos rever alguns conceitos, mas não penso incansavelmente nesse sujeito bacana. Deixo que a vida se encarregue por mim. Não fico me lamentando por estar sem um namorado. Hoje eu me completo e por isso a pessoa bacana que ainda não encontrei vai me transbordar.
Ficar em casa o final de semana todo, não sair para a balada todo final de semana, não ter alguém para mandar bom dia ou boa noite, não ter alguém para curar carência, não ter alguém para ir ao cinema comigo, tudo isso e muito mais faz parte da minha vida, mas não me importo com isso, estou de boa numa boa numa paz. Agora mesmo uma amiga me ligou dizendo que estava vindo aqui em casa me entregar o convite de seu casamento. Esse é o sexto casamento que vou esse ano. Poderia estar na deprê porque minhas amigas estão casando e eu sem nem uma luz no fim do túnel (mas tudo tem sua hora), e não fiquei, fiquei animada, pois adoro casórios rs.
 Ser solteira é estar de bem consigo mesmo para que encontre alguém bacana, alguém que te transborde. Ser feliz com você mesmo é bom para você e para quem está a sua volta.
Bem, e hoje é dia do Solteiro e estou indo comemorar. Não, não vou a balada. Minha comemoração vai rolar no meu edredom, pois aqui em Vitória está um friozinho, chuvinha e nada melhor do que um edredom, TV e cappuccino. Afinal ser solteira é isso: ter uma cama toda sua rs.”

7 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi flor!!!
Amei o post!
Beijos,
Selma

Debby disse...

Oi Helo.
Realmente quando descobrimos que nós somos os únicos responsáveis pelas nossas lágrimas e sorrisos. E que assim como um fruto leva tempo para amadurecer e assim ser apreciado no tempo certo. Nós também precisamos desse tempo só nosso, onde podemos ou não está acompanhadas.
E estando acompanhada algumas vezes estamos só e vice-versa.
Parabéns
Gostei do teu texto.
Bjs
Debby :)

Ju disse...

Ser solteiro é a chance de aprender a desfrutar da própria companhia e ase sentir inteiro... Eu sinceramente não acredito que um relacionamento futuro seja realmente bem sucedido sem essa etapa anterior... é muito cruel depositar no outro o peso da própria felicidade! Você escreve muito bem, gostei das suas reflexões! Bjos

Cíntia Milanese disse...

Minha querida, pelo que vejo, você está amadurecendo dia a dia... as pessoas precisam aprender que estar solteira, deveria ser sinônimo de aproveitamento. Auto-conhecimento, conquista do amor-próprio, enfim... porque, afinal de contas, ninguém consegue ser feliz em um relacionamento, se não aprender a ser feliz consigo mesmo primeiro.

Obs.: Como sua leitora, gostaria de lhe pedir um favor: mude os comentários no seu blog para caixinha poup-up. As vezes eu entro pelo tablet e quando vou comentar, é um horror... seu blog carrega de novo a pg quando a gente clica em comentar, demora pacas.

Se não souber como fazer, recomendo a leitura desse post:
http://vivi-saude.blogspot.com.br/2012/01/receba-mais-comentarios-no-seu-blog.html

Obrigada. Bj.

Anônimo disse...

Well, deixa eu dar uma filosofada inspirada no seu texto...rs. Por que as mulheres qdo. solteiras, acham isso uma espécie de desqualificação ou seja lá qq outra coisa negativa? Deve ser resultado da cultura machista, neh? Mulher nasce para casar e ter filhos, ter seu macho. E qdo.o homem é solteiro? Olha a diferença...os olhos da sociedade se viram para ele como o BOM, o garanhão, o que todas mulheres querem pegar, o gostosão, tudo de bom, não eh?! Ele nunca será conotado como um coitado, um solitário, um solteirão que não acha mulher.
Está mais do que na hora da mulher aprender com as atitudes e o desprendimento do Homem. Não é fácil, eu sei, pois o buraco é mais embaixo, blábláblá. Mas, chega dessa dependencia, desse pensamento de achar que mulher só tem valor quando está com um homem do lado. Ufa.

Mariana

O menino da viagem secreta disse...

Adorei o post. A parte difícil é aprender a se completar por você mesmo, depois é só um detalhe...

Anônimo disse...

Oii!
Sou recém-solteira, pela primeira vez na minha vida. Depois de um relacionamento de 2 anos e meio.
Nossa, eu pensava que se perdesse ele, iria perder o chão.
Mas a partir do momento em q terminamos, senti uma sensação de liberdade incrível!
Me fez muito bem ler o seu texto, na verdade pode até ter mudado um pouco o rumo da minha vida! !
Simplesmente amei, e acho que ele deveria ser mais divulgado, pois muitas mulheres o deveriam ler!

Felicidades! Espero aproveitar a minha solterice da melhor maneira ;)