Enfeite seu coração! Automaticamente estará enfeitando você! Heloísa Lugão

terça-feira, 1 de julho de 2014

As suas escolhas



Essa semana fiquei na dúvida de há quantos anos estou no rol das solteiras e encalhadas. Não sei por que comecei a me questionar sobre e simplesmente perdi as contas.

Lido constantemente com as cobranças da minha mãe que não vê a hora de presenciar meu casamento, de umas tias perguntando sobre os namorados, dos meus amigos me chamando de encalhada em tom de brincadeira, de algumas amigas querendo encontrar um príncipe para mim, outras amigas que tentam achar o “problema” de eu estar solteira há tanto tempo e as boas amigas que me convidam para algumas cervejas, baladas e sempre boas risadas.

Quando meu último namoro terminou fiquei quase um ano sozinha. Quando saia e se rolasse vontade de beijar alguém eu beijava e quando o cara pedia algum tipo de contato eu dava errado. Meu nome era Karla, não tenho redes sociais, uso email apenas para o trabalho, detesto internet e meu telefone é esse (passava o número errado). Devo ter “perdido” a chance de conhecer muito cara bacana, dispensei muito cara bonito e talvez não tenha dado a oportunidade para o tal príncipe mostrar sua cara. E assim fiquei por um bom tempo assim.

Depois dessa fase conheci Mauro, um dos caras mais sensacionais e inteligente que conheci. Envolvemos-nos e eu apareci na fase errada da vida dele. Foi bom, durou alguns meses, não deu certo, peguei minha mala, fui embora, fiquei triste sim e depois recuperei.

Passado o cara estranho veio o Guido, aquele que me fez suspirar aos quatro cantos, que me deu frio na barriga, que me mostrou um sentimento diferente. Só que aqui ele era o cara errado. Por mais bonito tudo que foi ele era o cara errado. Foi bom, durou alguns meses, não deu certo, peguei minha mala, fui embora, fiquei triste sim e depois recuperei.

Algumas pessoas tentam encontrar um motivo para eu estar a tanto tempo solteira. Já me vi em uma mesa com várias pessoas buscando uma explicação para um problema meu. Saia assustada e achando que nem o Santo das causas impossíveis iria resolver minha causa. Santo Antonio já desisti, já que quebrei sem querer a cabeça do menino Jesus e depois a cabeça a do Santo.

As respostas que aparecem quando tentam solucionar o meu problema, deixando claro que as pessoas que buscam respostas e não eu, geralmente são três: você tem dedo podre, você não tem sorte no amor, homens não gostam de mulheres inteligentes e nem independentes.

Em alguns momentos concordei com essas respostas e já estava contentando em ser uma tia que mora em casa cheia de plantas e bichos, faz crochê o dia todo em sua cadeira de balanço, assiste às novelas... Arg!
Mas graças a Deus os momentos de lucidez sempre chegam e a gente para pra pensar.

Cheguei à conclusão de o tal dedo podre é apenas uma desculpa de uma vitima de suas próprias escolhas e estas sempre erradas. Gente que se contenta com pouco, que acha que merece o cara pilantra, que se contenta em dividir o “amor” com a oficial. Você tem o livre arbítrio de escolher o cara que você quer. Você só vai se envolver com alguém se você quiser. Só vai beijar, transar com o cara se você quiser. Se você achar que merece um cara que mente pra você, que brinca com seus sentimentos, que é infiel isso daí é problema seu e não me venha acusar o destino de colocar a pessoa errada na sua vida. Ok, o destino coloca sim pessoas erradas em nossas vidas, contudo, quem decide se elas ficam ou não é você. Comecei a associar esse tal dedo podre com escolhas e autoestima.

E a questão de que os homens não gostam de mulheres independentes e nem inteligentes? Ah minha amiga tenho analisado a fio e tenho visto como uma grande balela.

Os homens gostam de desafios, hoje em dia eles aceitam dividir as contas e gostam de mulheres independentes e se forem independentes emocionalmente então ai que eles se apaixonam mesmo. Homens hoje em dia aceitam dividir as tarefas de casa, as contas a pagar, o tempo da mulher numa boa.

Sejamos bem sinceras não tem nada pior do que você ficar perguntando para o cara se ele arrumou emprego, se ela terminou o trabalho da faculdade, se ele se inscreveu no vestibular da faculdade ou de algum curso técnico. Isso é papel de mãe e não de namorada. Não é chato?! Então,agora inverte da mulher para o homem e o homem para a mulher... Isso também é chato.

Pior do que isso é gente dependente emocionalmente. Muitas vezes eu não dou conta de trazer felicidade para a minha vida quanto mais para a vida de um cara. Não consigo ficar com uma pessoa que depende de mim pra tudo. Que eu sou a felicidade, o amor, a paz e tudo mais para essa pessoa. Isso cansa, pesa. E isso não é só comigo, todos nós sentimos assim.

Não suporto caras que reclamam, que colocam a vida deles em minha mãos, que procuram chamar minha atenção o tempo todo. Muitas vezes eu não sei nem o que fazer com uma caneta na mão quanto mais com a vida de uma pessoa. Eu sei, eu sei que muitas vezes já fui assim só que era chato tentar encontrar uma forma de chamar atenção de um cara. Ficava pior ainda porque estava mendigando atenção e dando a responsabilidade a ele de fazer o que bem entender com a minha vida.

Não venha me dizer que você é carente o tempo todo e que aceita alguém assim. Ninguém é carente o tempo todo, em alguns momentos teremos nosso momento claridade e ai queremos ficar sozinhos, queremos fazer outras coisas que não inclua o outro carente e ai que quando você estiver nesses momentos vai ver que realmente não dá para manter relacionamentos com e/ou por carência.

Conheço uma mulher que além de linda é bem resolvida, independente, inteligente, casada e com filhos. Ela não é raridade, talvez seja. Ela é raridade porque ela não reclama dos homens. Ela sabe que existe muito malandro por ai, todavia, ela já conheceu alguns Dom Juan e até se casou com um. Ela sabe que reclamar e não mudar não adianta de nada. Ela é leve, tem uma ótima autoestima, e feliz por si só. Sabe que tudo depende das escolhas dela.

Ah, mas mulheres inteligentes e independentes, em sua maioria, sempre se separam. Pois é, estamos falando de mulheres inteligentes que não se contentam com pouco. Elas sabem o que é melhor, o que as fazem felizes e que se um relacionamento não faz mais bem para ela a mesma encera o assunto por ali mesmo.

Azar no amor? Azar tem você reclamar de tudo, de ser chata, de achar que todos os homens são pilantras, de ter uma autoestima caída e não fazer nada para mudar, de ficar pedindo nas orações todos os dias um amor do jeitinho que você quer. Sorte no amor tem quem não espera nada dele e é surpreendido. Sorte tem aquela mulher que sabe que as escolhas da vida dela depende dela e estas são as mais inteligentes possíveis e com toda a certa de que está fazendo a coisa certa, que aquilo é o que ela realmente merece. Pare de se lamentar, vitimizar, vai se amar, preparar seu jardim para esperar um amor lindo e verdadeiro chegar.
Ah, só mais uma coisa: estou há 3 anos solteira. Lembrei!!

Heloísa Lugão

3 comentários:

zanza disse...

Amei o texto, verdadeiro e sem demagogias baratas

zanza disse...

Amei o texto, verdadeiro e sem demagogias baratas

Eu amo patchwork disse...

Achei otimo. Fiquei mais de 5 anos solteira. Sem expectativas. De repente conheci um cara. Quanto mais ele me procurava mais eu fugia. Não queria compromisso. E fui dando umas erradas. E ele foi ficando e esperando. Até que eu pensei. Vamos ver o que vai dar! Estamos juntos há cinco anos. Ele já quis casar. Eu não. Ele respeitou. Continuou do mesmo jeito. Continuamos juntos. Já não parece tão horrível morar com alguém. Rsrs