Enfeite seu coração! Automaticamente estará enfeitando você! Heloísa Lugão

sábado, 30 de junho de 2012

Desculpe, mas irei me recolher


E é essa a fase do momento: recolher. Fase de selecionar tudo, de pensar antes de agir, de ficar um pouquinho na solidão pensando nas coisas. Preferindo um final de semana em casa sem nada para fazer do que ir para a curtição e conhecer gente vazia.

Preguiça de conhecer gente que não me acrescenta em nada. Sem paciência para conversinhas do tipo: eu já bebi isso e aquilo; meu carro tá ali fora por isso que hoje não estou bebendo; ah você é fraca demais por não beber isso e aquilo.


Quando alguém me chama para sair e digo que não estou afim é uma guerra. Se me perguntam qual a boa do final de semana e respondo que é ficar em casa é outra guerra. Eu sou a desanimada, depressiva, triste e solitária. Poxaaa não posso mais ficar em casa porque estou sem paciência para certo tipo de coisas e pessoas não??? Será que ninguém entende que eu preciso ficar um pouco sozinha, na minha companhia??? Que trabalho durante a semana toda e tem dias que eu fico mega cansada??? Que às vezes quero só minha cama e um bom filme, que uma companhia iria me fazer bem, mas como não tenho vai a minha mesmo???

Eu não estou solteira, estou sozinha. Sem nenhuma luz no fim do túnel. Em menos de 2 meses apostei minhas fichas em 2 caras (em tempos diferentes é claro) e não deu certo. Jurava que ia vingar e não deu em nada. Tenho um amiguinho ai que está até se humilhando para sair comigo, mas eu não quero, não rola mais, não tem mais graça. Eu tô cansada disso, de expectativas, de coisas vazias, de pessoas vazias, tô cansada de gente que não me acrescenta, por isso que me afastei de muita gente. Eu tô cansada de sair com gente por carência. Eu tô cansada de sair com gente para dizer que eu beijei na boca. Cansada de sair com gente que não bate que eu não sinto nada. Eu tô cansada de apostar minhas fichas em alguém e não dá certo. Cansadaaaaaa de correr atrás do amor e ele não aparecer, não dá nem o ar da graça e é por isso que resolvi me recolher. Me iludo menos, não crio expectativas e sofro menos. Pelo menos minha solidão é real, justa,  justificável e digna.



Às vezes acho que estou crescendo. Batia solidão, saudade e carência eu arrumava um jeito de resolver isso. Ligando para um amiguinho, para minhas amigas, saindo para a balada. Procurava soluções que iriam resolver meu problema naquela hora, mas que depois eles iram voltar. Minhas resoluções de problemas eram vazias, frias, pois a qualquer momento a carência, a saudade e a solidão voltavam e eu voltava a “fazer besteiras”. E acho que estou crescendo porque quando a carência, saudade, solidão bate na porta mais uma vez eu me recolho. Deixo-a  bater e uma hora eu sei que ela vai cansar pois não irei dar confiança a elas e se vão. Vão ver que aqui não tem prioridades e nem atenção.

Estou começando ver que essa fase de recolhimento é uma nova fase que se inicia em minha vida...a do amadurecimento!

6 comentários:

Flor de Lótus disse...

Ai droga perdi o comentário que tava digitando por teclar numa tecla errada :(

Flor de Lótus disse...

Helô!Acho uqe isso é sim sintoma de amadurecimento e acho isso ótimo,na verdade nunca estamos sozinhos e sim na companhia da gente mesmo.Lendo seu post lembrei de uma carta que escrevi para mim mesmo sugestão da Marla de Queiroz ela é escritora carioca,super admiro o trabalho dela, o resultado tá nesse post aqui http://jornalistanofuturo.blogspot.com.br/2011/09/uma-carta-para-mim-mesma.html
Beijossss

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Ficar um tempo com a gente; se afastar de quem, no momento, está nos enjoando ou sufocando...tudo isso é parte de uma fase nova em nossa vida. E é muito bom. Faz isso. Dê um tempinho. Mas só um pouquinho : )
Beijos, florzinha!
Me visita, tá?

Selma.

San disse...

A gente se voltar para a gente mesmo é bom , nos faz crescer, mas tenha sempre em mente que em qquer situação aquilo que não te faz bem tem que ser descartado. Bjs
Eu não estava conseguindo entrar aqui não abria esses dias !

Maria disse...

amei, me identifico muito com o que voce posta :( carencia, solidão

Cris disse...

Adorei o texto, ando assim ultimamente...