Enfeite seu coração! Automaticamente estará enfeitando você! Heloísa Lugão

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Escrevo o que não consigo falar




Procura-se a minha paciência, com direito a recompensa. Se não fosse tão trágico diria até que rimou.

Preciso de uma simpatia, uma mandinga para tirar essa nuvem negra que está sobre mim. Tá brabo mesmo, porque tá carregada a nuvem.

Necessito de uma caixa de Rivotril, Lexotan, Olcadil ou algum calmante bravo para ficar mais calma. Não adianta suco de maracujá, pés de alface. Quero e preciso que coisa forte mesmo.

Quero ir para uma ilha deserta e ficar uns dias lá sem nada e nem ninguém, alias tem como eu sair de mim? Queria deixar essa parte ruim aqui e seguir com a parte boa para a ilha.

Porque tá difícil minha amiga. Sem vontade nenhuma. Vim até escrever pra ver se alivia e também  sei que  saem bons textos quando estou triste. Só olhar para o lado e vê que os textos mais lidos são os que escrevi na bad. Só que essa minha bad tá badZona de tão grande que tá.

Pensei em largar do namorado, brigar com os amigos, sair de casa, contudo acho que isso só vai piorar. Se bem que não sei se tem como piorar isso tudo.

A verdade é que nem todos os dias são coloridos, mas os meus dias tem sido super nublados. Talvez eu esteja assim devido a Tensão Pós Menstrual (TPM) ou esteja assim por culpa minha e não fazer nada para mudar. Só sei reclamar, resmungar, blasfemar e afins. Mudar que é bom, nem de pijama tô mudando quanto mais de atitude.

A vontade que ando tendo e segurando é de chorar. Me irritou, quero chorar. E para me irritar basta dizer OI. Porém, caso não me diga OI eu também vou chorar. Então deixe-me chorar. Chorar em paz, com soluções, dolorido, sofrido, alto, que alaga tudo e que alivia a alma.

Ando fria, distante, desanimada, talvez até triste. Tinha tempos que essa onda do mal não me pegava. E dessa vez pegou, pegou feio. Tão feio que não estou conseguindo ver o lado bom de nada e sem esperanças de melhoras. Eu que sempre fui a Dona Esperança, Maria Que Vê o Lado Bom de Tudo, Ana Que Acredita que Até no Lixão Nasce Flor, estou aqui.... Desacreditada.

Estou um porre, um saco que nem eu ando aguentando a minha companhia. Todo mundo está chato e insuportável. Será que tudo está normal e o problema sou eu? Não estou conseguindo nem conversar comigo mesmo de tão desagradável que estou. Olha só o paradoxo: quero abraços e quero distância das pessoas.

Será é por conta do clima que está deixando tudo frio e nublado e está influenciando nessa maré. Talvez essa nuvem negra seja do clima mesmo que está deixando tudo escuro, por dentro e por fora de mim.

No fundo, por mais que eu reclame, chore, resmungue eu sei que vai passar e se eu quiser adiantar a passagem é só eu levantar e fazer algo para isso.

Obs: Pensa em um alivio... eu tô!!!

Heloísa Lugão

2 comentários:

LOVE MR disse...

menina cade voceeeeeeee..... escreve aki, saudade dos seus posts...

Desabafa Comigo, vai! disse...

Sei bem que sentimento é esse, compartilho das mesmas vontades.
http://desabafacomigovai.blogspot.com.br/